Patrimonio‎ > ‎

Palácio de Dom Manuel

O Palácio de D Manuel, outrora conhecido como Paço Real de São Francisco foi mandado construir por D. Afonso V que desejava ter um paço real fora do castelo para se instalar. O paço foi habitado por vários monarcas portugueses, entre os quais D. Manuel I, D. João III e D. Sebastião. Foi mandado destruir por D. Filipe III em 1619 durante uma visita ao país, em pról da comunidade mas apenas em 1895 se perde definitivamente.

O paço era segundo crónicas da altura, um dos edifícios mais notáveis do reino, tendo como principais construções o claustro da renascença, a Sala da Rainha, o refeitório e a biblioteca régia, sendo esta uma das primeiras do país.

O que resta do palácio actualmente é apenas a Galeria das Damas (nas fotos). Situada no Jardim Público de Évora, é uma excelente representante do estilo manuelino, com traços da renascença e que sobreviveu devido à sua utilização militar.

O edificio tem 2 pisos, o térreo onde se situa a galeria e o alpendre, e o superior com duas salas e um vestíbulo. O torreão (foto do lado) tem dois andares que terminam num pináculo hexagonal, tendo ainda uma porta manuelina.

O paço foi uma das maiores obras arquitectónicas do país e teve grande importância histórica. Aqui, Vasco da Gama foi investido no comando da esquadra que descobriu o caminho marítimo para a Índia e foi também onde Gil Vicente representou 7 dos seus autos, dedicados às rainhas D. Maria de Castela e D. Catarina de Áustria.


Ver: Guia de Évora






 
Palácio de D. Manuel - Galeria das Damas

Torreão na Galeria das Damas