A Barragem de Alqueva, com uma albufeira com 250 km² e mais de 1100 kms de margens é o maior lago artificial da Europa. Abrange 5 concelhos do Alentejo: Portel, Moura, Reguengos de Monsaraz, Mourão e Alandroal, e ainda os municípios raianos de Olivença, Cheles, Alconchel e Villanueva del Fresno.

O longo período que decorreu entre os primeiros estudos e a construção da barragem, cerca de 50 anos, tornaram o “Alqueva” quase um mito entre a população. O projeto inicial tinha como objetivo irrigar o Alentejo e desenvolver a agricultura, o que permitiria combater a desertificação e o subdesenvolvimento da Região.

Após vários anos de avanços e recuos as obras arrancaram em 1998 e ficaram concluídas em Janeiro de 2002. No dia 8 de Fevereiro do mesmo ano fecharam-se as comportas e iniciou-se o enchimento da albufeira do Alqueva.

Com a construção da barragem a antiga aldeia da Luz ficaria submersa. Assim, após vários estudos e consulta popular optou-se pela construção de uma nova aldeia onde foram realojados os habitantes da antiga aldeia. Foi também construído o museu da Luz com vista a preservar o património da antiga Luz e da região.

A Barragem de Alqueva é hoje a maior reserva de água do país. A capacidade de produção elétrica começou por ser de 260MW, o suficiente para fornecer o distrito de Beja, tendo a potência sido duplicada em 2012 para 520MW.

A albufeira de Alqueva veio ainda criar novas possibilidades de desenvolvimento turístico, que junta agora o Grande Lago a uma região que já conta com uma longa história, patente no seu rico património arquitetónico, arqueológico e cultural.

 



Actividades na Barragem

 
Barcos no Alqueva
 Passeios de Barco
 
Vela
 

Ski
 
Pesca
 
Barcos Casa