Monte do Trigo

Monte do Trigo é uma freguesia portuguesa  do concelho de Portel, com 107,01 km² de área e 1 245 habitantes (2001). Fica localizada junto ao IP2 entre Portel e São Manços.


Património
Antas da herdade de Freixo

Festas

Em honra de São Julião e Nossa Sra das Neves
1º fim-de-semana de Setembro

 
 Igreja de Monte do Trigo


História

Tudo indica que a actual freguesia de Monte do-Trigo já constituísse, no século XIII, “um espaço importantíssimo e fundamental quer em termos da sua localização geográfica (como nó distribuidor da rede viária que servia a região)” quer em termos de recursos económicos, o que levou a que as terras de Monte-do-Trigo não fossem, desde logo, incluídas na doação efectuada por D. Afonso III a D. João de Aboim. O novo donatário de Portel, atraído pelos ricos “barros” de Monte-do-Trigo, conseguiu que em 1265 lhe fossem doadas várias terras por um casal proprietário.

A partir dessa data o novo termo de Portel englobava também as ricas terras de Monte-do-Trigo.

Em 1283 era a herdade de Monte-do-Trigo propriedade da coroa, data em que D. Dinis a trocou pela Vila de Alvito, ficando então na propriedade do Mosteiro da Trindade de Santarém. No século XV, parte deste reguengo, foi doado à Condessa de Faro. Posteriormente toda a área, passou a ser património do padroado da Casa de Bragança.

Desconhece-se a origem toponímica desta Freguesia embora algumas referências apontem como possível causa, as excelentes colheitas de cereais, especialmente trigo, que aquelas terras produziam. O próprio Santo padroeiro S. Julião, Bispo de Cuenca, está ligado a vários milagres relacionados com o "matar a fome aos pobres recebendo para o efeito trigo das mãos de Deus"

A igreja primitiva de orago a S. Julião, "aparentemente de fundamentos quinhentistas, desapareceu por completo entre 1946/47, dando lugar ao actual templo, que se ergueu no mesmo sítio."

A Freguesia de Monte-do Trigo possui anexa a antiga Freguesia de Nossa Senhora da Assunção da Atalaia, cuja igreja paroquial se encontra, na actualidade, praticamente em ruínas.






Historia, fonte: CM Portel

Comments